Confira 8 cantoras sensacionais que valem a pena conhecer (parte 1)

 Confira 8 cantoras sensacionais que valem a pena conhecer (parte 1)

Divulgação

Mês das mulheres e, nada mais oportuno que dar ainda mais visibilidade para talentos da terra. Cuiabá tem muitas artistas incríveis, naturais da cidade ou que são suas “filhas” do coração, algumas que residem na capital e, outras, que alçaram voo, mas uma coisa une todas elas: o amor pela terra do sol.

Elencamos nesta primeira publicação, oito mulheres mais que especiais que fazem a diferença na cena artística, em seus mais diversos estilos, seja com trabalhos autorais ou enquanto intérpretes. Confira!

Estela Ceregatti

Estela é uma multiartista e pesquisadora das ancestralidades, atravessa com seus batuques tribais e arrepia a pele, não a toa viaja por festivais por todo Brasil e consegue apaixonar novos públicos com facilidade. Sempre conecta, através da magia de suas canções, pessoas de diferentes credos e idades.

Com cinco álbuns autorais lançados, dentre eles, três solos, sendo Ar – 2017, Cacica – 2022 e Terra Força Mulher – 2022 e dois álbuns com o Grupo Monofoliar, sendo, Monofoliar – 2013 e Simbiose – 2015.

Karola Nunes

Essa rondonopolitana é, além de cantora e compositora, carisma puro com público. Reside na capital há mais de uma década e, sem sombra de dúvida, o calor habita em seu DNA. Suas apresentações são enérgicas e tira o público do chão.

As canções abrangem temas femininos, de amor, os políticos, também sobre a natureza e, além dos que cantarola na sua carreira solo, aborda assuntos como os de sentimentos mais carnais (como quando se apresenta em projetos como o da Banda Calorosa).

Ela mostra que o swing, aliado a letras potentes (e, por vezes, bastante populares), são capazes de envolver a galera, que se entrega as suas intensas provocações musicais.

Akane Iizuka

Vinda do outro lado do mundo, Osaka, uma cidade do Japão, desde 2014 ela canta e encanta os cuiabanos. Akane é apaixonada por música popular brasileira, em especial, a bossa nova, mas também performa bem no jazz e em canções ainda mais populares, como o samba.

Akane é dona de um carisma sem igual, e mesmo que ainda tenha muito do seu sotaque original, consegue tornar suas interpretações magníficas e singulares, enquanto sorri e encanta o público com seu jeito peculiar e amistoso de ser.

Lorena Ly

Lorena é um pássaro do Centro-Oeste, já alçou vários voos, mas no pouso de cada ninho, canta como se todo entardecer ou amanhecer fosse o mais lindo de todos. Enquanto interprete ou com suas canções autorais, revela uma afinação impecável e a ouvindo cantar, a vida parece mesmo mais bela.

Começou a cantar na igreja ainda na infância e, desde então, não parou. Já teve destaque no programa de rede nacional The Voice Brasil, além ter viajado a trabalho para o Japão e outros estados brasileiros para mostrar o que sabe fazer de melhor: enfeitiçar o público com sua voz.

 

Pacha Ana

Além de poetisa, cantora e compositora, Pacha consegue transmitir a sua essência através de sua arte e emociona o público com a profundidade das músicas. Uma das únicas artistas a compor e falar abertamente temas como, por exemplo, a religião de matriz africana e, outrora, o amor afrocentrado.

Ana também é de Rondonópolis, interior de Mato Grosso, mas reside há alguns anos em Cuiabá e, além de ser tricampeã estadual de Slam (batalha de poesia falada), representou Mato Grosso no campeonato nacional Slam Br por três vezes consecutivas.

Alguns de seus discos lançados são, o Omo Oyá, 2018, primeiro álbum de rap feminino do estado, Suor e Melanina (2021) e Motumbá (2023).

Mariana Borealis

Mariana é apaixonada por brasiliedades, com uma voz potente e marcante, inspirada em cantores e compositores brasileiros, ela por algum tempo interpretou canções que variavam mais do samba ao mpb. Profissionalmente, em Cuiabá, se dedica a trajetória musical há quase dez anos.

Seus trabalhos musicais falam de fé, sagrado, natureza e outras dimensões que ganham um ar mais lúdico e colorido com as abordagens criativas e sensíveis da artista. Este ano ela lançou um videoclipe que mostra um pouco desta atmosfera, Sonhos no Jardim do Agora.

Deize Águena

Com a voz madura e vibrante, Deize é uma anciã da música em Mato Grosso. Interprete de mão cheia de lendas da música brasileira, faz até músicas mais simples ficarem tocantes, com sua vivacidade e voz bem empostada.

Entre seus principais projetos, os de samba se sobressaem, como que completa quase vinte anos de atuação em Mato Grosso, o grupo Brasilis.

 

Aranyn

Aranyn é uma das mais jovens cantoras de Cuiabá e se destaca pela versatilidade em suas interpretações, com boa afinação e ótima presença de palco, além de uma boa intérprete, compõe letras cativantes e profundas.

Recentemente lançou um trabalho autoral que se chama “Cores”, no youtube, entre outras canções que se identifica de artistas nacionais e internacionais, dentre essas gravações, músicas de artistas que a inspira, como Marina Sena e Miley Cyrus.

Vale a pena conferir cada uma delas e seguir nas redes sociais, alem do canal no youtube!

Conhece mais artistas que gostaria que ganhassem espaço por aqui? Comente!

Atua com jornalismo cultural e assessoria de imprensa há mais de dez anos em Mato Grosso. Passou por cargos de reportagem e edição em veículos digitais e impressos, além de atuar em web-projetos (como séries e documentários governamentais e do setor privado) como pesquisadora e roteirista. Leitora e escritora literária, com ênfase em contos e crônicas. Hoje, além da empresa Mirella Duarte Assessoria de Comunicação, há quatro anos no mercado, é sócia-proprietária do portal Cuiabá Tem.